Olá, pessoal! Eu sou o Luiz Pedro, responsável pelo Nord Crypto Master, a carteira de criptoativos da Nord.

Sempre ouvimos dizer que o mercado cripto é muito volátil, isto é, tem grandes e constantes variações nos preços. Isso é verdade.

Mas por que isso acontece? Mais importante: se isso acontece, como nos aproveitamos disso? É exatamente o que quero falar para você aqui hoje.

Vamos começar com o porquê dessa volatilidade.

O mercado de cripto tem algumas características que contribuem para esse fator. A primeira delas consiste no fato de que o mercado não tem fechamento. Ele fica aberto, negociando 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Associado a isso, temos o fator de ser um mercado com liquidez global e instantânea, ou seja, negociado no mundo todo e com vendas executadas instantaneamente.

Esses dois fatores combinados são suficientes para tornar um ativo mais volátil, já que são milhões (ou até bilhões) de pessoas negociando o mesmo ativo o tempo todo. “Enquanto é madrugada no Ocidente, é dia no Oriente.”

No entanto, temos alguns outros fatores que se somam a essa conta.

Um deles é que a capitalização do mercado, de forma geral, ainda é muito baixa. Pegue o Bitcoin como exemplo, que é a primeira criptomoeda criada. Hoje, seu market cap gira em torno de 560 bilhões de dólares. Para se ter um comparativo do quanto isso é pouco, o ouro, outro ativo que tem liquidez global, tem um market cap estimado em 13 trilhões de dólares.

Para o bitcoin cair 10 por cento, é necessário “perder” 56 bilhões de dólares de market cap. Já no caso do ouro, é preciso perder aproximadamente 1,3 trilhão de dólares para cair 10 por cento o seu preço. Ou seja, para o ouro cair 10 por cento, ele precisa perder o market cap total do bitcoin duas vezes!

A falta de capitalização, isto é, a falta de dinheiro no mercado contribui em muito para a volatilidade.

Por fim, ressalto mais uma característica: o caráter especulativo proveniente da falta de entendimento do mercado. Grande parte dos investidores que entram no mercado de criptoativos compra e/ou vende com base em notícias ou no sentimento do mercado, e não focando nos fundamentos dos ativos ou no longo prazo. Querem fazer dinheiro rápido (o que na maioria das vezes não funciona).

Então, já que esse mercado é tão volátil, por que investir nele?

A volatilidade só afeta negativamente quem foca no curto prazo ou está sobrealocado. A forma certa de ganhar dinheiro com criptoativos, que ensino para os assinantes do Nord Crypto Master, é o oposto disso.

A “Fórmula mágica” para ganhar dinheiro no mercado de criptoativos não é procurar “a moeda milagrosa que vai multiplicar seu patrimônio por milhares de vezes”, muito pelo contrário.

O jeito certo de agir nesse mercado é:

  1. Escolher bons ativos e acompanhá-los de forma próxima.
  2. Fazer aportes periódicos (todo mês, quinzena ou semana, principalmente durante o bear market).
  3. Respeitar o gerenciamento de risco (nunca investir mais do que 10 por cento em cripto. O ideal para iniciantes é até 5 por cento).
  4. Ter o foco no longo prazo, sem loucura de fazer trade ou apostar em algo que parece ser “uma oportunidade única”. O caso da LUNA 2.0, que eu trouxe semana passada, prova esse ponto.

O maior desafio, dentre esses pontos da estratégia, é a seleção dos ativos.

De nada adianta você fazer todo o resto apenas com ativos ruins, com fundamentos rasos ou com propostas impossíveis, com equipes pouco capacitadas ou com modelos econômicos ruins.

E é nesse ponto que eu ajo diariamente, selecionando bons ativos e dando o balanceamento correto da alocação de cada um conforme seu perfil de risco dentro da carteira Nord Crypto Master.

Caso você queira fazer parte desse mercado, munir-se de informações, além de uma excelente alocação dos ativos, com foco no longo prazo, convido você para conhecer nosso trabalho, por 30 dias grátis, sem compromisso.

Espero você do outro lado!

Um abraço,